# 07.09.6877
Lei Maria da Penha


Milhares de mulheres entraram na justiça do DF com medidas protetivas, desde que a Lei Maria da Penha entrou em vigor, em setembro de 2006. A maioria se refere a proibições judiciais de contato pelos companheiros e ex-companheiros. Esses pedidos vieram de mulheres que moram em Brasília (região que inclui, além do Plano Piloto, o Lago Sul e o Lago Norte, o Varjão e a Estrutural) e localidades circunvizinhas. A grande maioria das ações acolhidas pelo Tribunal de Justiça do DF com base na Lei Maria da Penha têm-se relacionado à ingestão de álcool e são feitas contra ex-companheiros das mulheres agredidas. Em 2008, o número de inquéritos abertos na Delegacia da Mulher do DF cresceu 86% em relação às 1.677 denúncias feitas no ano anterior. Isso não significa que a prática do crime tenha aumentado, mas sim que as mulheres estão denunciando as agressões com maior frequência. Correio Braziliense, 22/6/2009 (com adaptações). O serviço de denúncia Ligue 180, específico para receber queixas de violência doméstica contra a mulher, registrou alta de 112% de janeiro a julho deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com dados divulgados pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, que criou a central em 2005. Do total de denúncias, 8.913 registros são de ameaças. Na avaliação da secretaria, esse número mostra que é preciso atenção a esse tipo de queixa. A ministra da Secretaria das Políticas para as Mulheres afirmou que não se pode subestimar as ameaças e, por isso, nós consideramos ameaças como fator de risco. Os homens violentos, os agressores, não estão, em geral, brincando quando ameaçam suas mulheres. São crimes anunciados e que, portanto, não podem ser subestimados. Internet: (com adaptações). Considerando que os fragmentos de textos acima apresentados têm caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo acerca da violência contra a mulher. Ao elaborar seu texto, responda, necessariamente, aos seguintes questionamentos. 1- Quais são as principais causas da violência contra a mulher? 2- Por que muitas mulheres não denunciam seus agressores? 3- A que instituições a mulher pode recorrer depois de ter sido agredida?

 
  • Visualizar resposta?

    Não há nenhuma resposta oficial ainda.

Resolva a questão

Você precisa estar logado para postar um comentário.



Pesquise por tags

Administração Administração Geral Administração Pública Auditoria Ciências Contábeis Contabilidade Controle Externo Direito Administrativo Direito Ambiental Direito Civil Direito Constitucional Direito do Consumidor Direito do Trabalho Direito Eleitoral Direito Empresarial Direito Financeiro Direito Internacional Direito Militar Direito Notarial Direito Penal Direito Previdenciário Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho Direito Processual Penal Direitos Humanos Direito Tributário Direito Urbanístico Economia Engenharia Civil Estatuto da Criança e Adolescente Estatísticas Medicina Legal Orçamento Redação Tecnologia da InformaçãoAdministração direta e indireta Administração Geral Administração Pública Aplicação da lei penal Ato administrativo Auditoria Ação civil pública Competência Concursos públicos Contabilidade Contrato Contrato público Controle administrativo Controle de constitucionalidade Crimes Código de defesa do consumidor Direitos de família Direitos Humanos Direitos individuais e coletivos Direitos Reais Estatuto da criança e do adolescente Execução Execução Fiscal Fiscalização Contábil Funções essenciais á justiça Improbidade administrativa Lei de Responsabilidade fiscal Licitação Ordem econômica e financeira Organização do Estado Orçamento Poder judiciário Princípios Princípios Administrativos Processo e Procedimento Processo legislativo Provas Recursos Redação Responsabilidade ambiental Responsabilidade Civil Sentença Servidores Públicos Serviços públicos Tribunais de contasCESGRANRIO CESPE CONSULPLAN ESAF FCC FGV FUMARC FUNIVERSA TCE-TO VUNESPAdministrador Advocacia de conselhos profissionais Advocacia de estatais Advocacia Geral da União Advogado Agente de Polícia Analista Analista de Planejamento e Orçamento Analista Judiciário Analista Legislativo Auditor Auditor de controle interno Auditor fiscal Consultor Legislativo Contabilidade Contador Defensoria Pública da União Defensoria Pública Estadual Delegado de Polícia Economista Engenheiro ambiental Escrivão Magistratura Estadual Magistratura federal Médico Legista Ministério Público Estadual Notas e Registro Notário Oficial de Justiça Papiloscopista da Polícia Perito Policial Polícia Estadual Polícia Federal Procurador autárquico Procurador da Fazenda Nacional Procurador do Município Procurador Federal Procuradoria Estadual Procuradoria Legislativa Procuradoria municipal Segurança Pública Tribunais de contas Técnico Administrativo Área Policial